YouTube

Artigos Recentes

Produtos de origem vegetal podem ter colesterol?

   

          Ainda hoje é comum irmos ao supermercado e nos depararmos com um produto alimentício contendo a mensagem de ´Sem Colesterol´. Isso seria normal se os tais produtos fossem de origem animal, mas é totalmente errado se o mesmo for de exclusiva origem vegetal. Vamos, então, esclarecer essa questão.


     O QUE É O COLESTEROL?

          O colesterol é um lipídio, classificado como esteroide, e é essencial na construção e funcionamento das membranas celulares dos animais. Ele é sintetizado pelo corpo nos retículos endoplasmáticos encontrados dentro das células, sendo esta a sua principal fonte. O colesterol absorvido através da dieta é mínimo, não interferindo muito nas quantidades existentes na circulação sanguínea, fato este que desmistifica a crença de que alimentos ricos em colesterol aumentam o nível dessa substância no nosso corpo, como é o caso dos ovos (Comer ovos aumenta o colesterol circulante no sangue?).

          Um fato muito confundido pelas pessoas é a existência dos chamados bom e mal colesterol. Na prática, só existe um tipo de colesterol. O que é ´bom´ ou ´mal´ são as lipoproteínas que o transporta pelo corpo, as quais possuem o nome de HDL ou LDL. O HDL é o bom, porque, supostamente, transporta o excesso de colesterol no sangue para o fígado para ser degradado. Já o LDL, o mal, leva o excesso para ser depositado nas paredes dos vasos sanguíneos, principalmente aqueles presentes próximos do coração, o que pode levar a entupimentos e consequentes problemas cardíacos. Tanto o HDL e LDL fazem parte de uma família de lipoproteínas que compreendem 5 grandes famílias dessas moléculas orgânicas. Essas lipoproteínas existem porque o colesterol, entre outros lipídios, não são solúveis em água e, para trafegarem livremente pelo plasma sanguíneo (composto basicamente de água) precisam da ajuda delas, as quais interagem bem tanto com o colesterol quanto com a água, por conterem uma parte apolar e outra polar.

           Você aumenta a quantidade de HDL no sangue seguindo um estilo de vida saudável, com prática regular de exercícios físicos, controle da obesidade, evitando o fumo (parar de fumar aumenta em torno de 10% a quantidade de HDL no sangue) e moderar o consumo de gorduras totais. O consumo moderado de bebidas alcoólicas também aumentam o HDL, mas não é um conselho responsável indicá-las para o consumo, já que podem induzir um vício danoso para o resto da vida do indivíduo, e qualquer benefício será anulado.
Ação das lipoproteínas de transporte do colesterol; um excesso de LDL leva ao estreitamento da passagem de sangue nas
artérias e possíveis entupimentos fatais

    COLESTEROL EM PRODUTOS VEGETAIS

          Agora vamos voltar para a pergunta inicial. Por que o colesterol não pode vir discriminado em embalagens de produtos vegetais? É simples: as plantas não o produzem, apenas os animais. Nas plantas, o correspondente ao colesterol é outro esteroide, o fitoesterol. Esse último, aliás, ajuda a controlar a taxa de colesterol no nosso corpo! Portanto, é uma propaganda enganosa e passível de multa por órgãos reguladores desde 2013 aqui no Brasil. Para mantê-la na embalagem ( ´Sem Colesterol´), é preciso que ela venha seguida dos dizeres ´Como todo produto de origem vegetal´, bem visível. E por que isso importa?

            Por exemplo: você vai ao supermercado e vê uma marca A de coco ralado anunciar em sua embalagem que está livre de colesterol, enquanto a marca B ao lado nem menciona nada a respeito de colesterol (ela não precisa fazer isso porque plantas não tem relação alguma com este esteroide). O que você vai achar? Que o produto o produto B deve conter colesterol e esta não é uma boa opção. Ou seja, induzirá você a escolher o A por meio enganoso. É o mesmo que uma marca de manteiga anunciar que está livre de urânio radioativo. Você vai achar que as outras sem o informativo contêm o elemento danoso, mesmo não fazendo sentido algum. E, no caso do colesterol, a enganação faz parte de outro erro: o de achar que o colesterol ingerido de alimentos irá sempre afetar a taxa deste lipídio no seu corpo. É uma verdadeira bola de neve feita com a falta de informações confiáveis.

Fonte/Instagram Saber Atualizado

             E tudo isto é somado com a falta de interesse do povo em querer conhecer as informações nutricionais dos alimentos. O que é proteína, o que é carboidrato, o que é lipídio, o que é gordura trans...? Quantas vezes você, leitor, parou um momento no meio das suas compras semanais para analisar a tabela de valor nutricional atrás dos alimentos comprados e buscar saber o que cada um daqueles índices significam? Ela não está ali somente para enfeite e constitui uma arma poderosa para a manutenção de um estilo de vida saudável. Somos influenciados pela mídia a procurar saber apenas o que está na moda, obliterando todo o resto do pensamento. É preciso uma reeducação pesada no modo de analisar o mundo ao nosso redor se quisermos mudar o trágico vislumbre do nosso futuro.


                  Siga o Instagram para entender melhor sobre as tabelas de informação                     nutricional dos alimentos: https://instagram.com/jeanoliveirafit