YouTube

Artigos Recentes

Smartphone e o seu pescoço


             Agora que os smartphones fazem parte da vida das pessoas, surge um grande problema para o corpo: o ´Text Neck´ (não existe uma tradução literal com sentido para o português, mas poderia ser encarado como ´Mandando mensagens com o pescoço´). O termo surgiu para se referir às fortes dores na região do pescoço e  dos ombros devido ao hábito comum das pessoas em passar grande parte do dia olhando para baixo,  digitando e vendo mensagens/informações no aparelho celular.

            No nosso dia-a-dia, atualmente, é normal vermos todos andando usando o celular, comendo usando o celular, sentado usando o celular... E na maior parte dessas situações, o pescoço fica curvado, perigosamente, para a frente. Nosso pescoço é, anatomicamente, feito para sustentar o peso da nossa cabeça sem problemas, mas em uma postura reta pela maior parte do tempo. Esse peso, naturalmente planejado, deveria ser de 5 a 6 quilos (cabeça ereta). Segundo especialistas, a cada 2,5 centímetros de inclinação para a frente, o pescoço passa a ter que suportar o dobro desse peso! Se você usa o celular com o queixo quase colado no peito (conheço muita gente que faz isso direto) seu pescoço passa a suportar algo em torno de 30 quilos!

              O pior é que usar o celular é viciante e prazeroso, fazendo com que a pessoa passe horas forçando a musculatura do pescoço e ombro sem nem perceber o desconforto. O problema maior vem depois de algum tempo, quando a pessoa procura ajuda médica reclamando de fortes dores no na região. Antigamente, não é tão exagerado dizer que, praticamente, só idosos costumavam procurar as clínicas devidos às dores nas costas e pescoço. Agora, os consultórios estão se enchendo de jovens e até crianças. E não são só fortes dores crônicas desenvolvidas com o péssimo hábito de passar o dia inteiro maltratando o pescoço por causa do celular. Ficar com essa parte do corpo extremamente inclinada durante muito tempo causa danos significativos para a respiração, pois nessa posição menos ar preenche os pulmões, levando à uma menor oxigenação do corpo e sobrecarga do músculo cardíaco, o qual passa a ter que bombear mais sangue para manter as taxas de oxigênio normais nos diferentes órgãos do organismo.

              Para evitar esses problemas, crie o hábito de usar o celular na altura dos olhos ou, no mínimo, o menos inclinado possível. Uma boa pedida é parar de tempo em tempo para relaxar o pescoço e realizar profundas inspirações de ar. E não podemos nos esquecer de outro risco grande: ficar fixado demais no celular tira muita atenção visual do mundo ao seu redor. Nas ruas, como pedestre ou como motorista, acidentes já estão se tornando comuns envolvendo o uso inapropriado desses aparelhos. Portanto, mais do que usar corretamente o celular, saiba os momentos certos de usá-lo.

Tente usar o smartphone o mais próximo da altura dos olhos possível

REFERÊNCIAS CIENTÍFICAS
  1. http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/00140139.2014.967311
  2. http://pro.sagepub.com/content/59/1/1788.short
  3. http://www.ijarcsms.com/docs/paper/volume3/issue5/V3I5-0085.pdf
  4. http://www.sersc.org/journals/IJBSBT/vol7_no3/19.pdf
  5. http://www.theacupuncture.org/journal/view.php?number=2162
  6. http://digitalcommons.mtech.edu/stdt_rsch_day_2013/18/?utm_source=digitalcommons.mtech.edu%2Fstdt_rsch_day_2013%2F18&utm_medium=PDF&utm_campaign=PDFCoverPages
  7. http://search.proquest.com/openview/3ef9c2f0dc379156d42a161749be0dd9/1?pq-origsite=gscholar&cbl=2035952
  8. http://www.koreascience.or.kr/article/ArticleFullRecord.jsp?cn=OGGHBK_2013_v32n3_273 
  9. http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0003687016301235
  10. http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0003687016301739 
                                                                           Anúncio