YouTube

Artigos Recentes

A fraude dos Orgânicos

 

             Ontem, o Fantástico ( programa da Rede Globo) apresentou uma reportagem investigativa que denunciava um enorme esquema de fraude no Brasil relativo à venda de produtos orgânicas. Através de vários flagras, eles provaram o que muita gente já suspeitava: muitos produtos orgânicos vendidos aqui no país ( verduras, frutas, legumes) não são orgânicos, mas alimentos normais, cheios de agrotóxicos, comprados, muitas vezes, no Ceasa!

            Com o mercado de orgânicos em plena alta no Brasil, vários golpistas aproveitam a fama dos alimentos naturais para vender gato por lebre. Eles, muitas vezes, até aproveitam as sobras de grandes centros distribuidores para baratearem ainda mais os custos e as revendem por exorbitantes preços sob o selo de ´Orgânicos´. E a palhaçada se aproveita da baixa fiscalização e quase completa ineficácia da mesma. Os fraudadores inclusive revendem as versões vegetais ´piratas´ para restaurantes e lanchonetes´naturais´. Uma completa falta de respeito com o consumidor.

Selo SisOrg
              Para um produto vegetal ser orgânico, ele não pode ter sido cultivado com a presença de qualquer tipo de agrotóxico, além de outras especificações técnicas. Para o consumidor ter certeza de estar levando um produto orgânico, ele deve verificar o selo federal do SisOrg ( Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica ) nas embalagens e, se for comprar em feiras, o vendedor deve apresentar uma Declaração de Cadastro feita junto ao MAPA ( Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). No caso de restaurantes, hotéis e afins, uma lista dos ingredientes orgânicos deve ser apresentada junto ao comprovante dos fornecedores legalizados. Existindo comprovação de ilegalidade, denuncie o estabelecimento comercial. 

              Bem, em última instância, só há um jeito de você garantir que o seu delicioso tomate está vindo de uma plantação 100% natural: plantando ele você mesmo. Com a fiscalização e malandragem do Brasil, esse é, infelizmente, o único recurso realmente confiável.

Para mais informações: http://www.agricultura.gov.br/desenvolvimento-sustentavel/organicos/regularizacao-producao-organica

Artigo relacionado:  Produtos de origem vegetal podem ter colesterol?