YouTube

Artigos Recentes

O que são os vermes gigantes atraídos por restos de peixes em praias?

Figura 1. Poliqueta sendo capturado na areia de uma praia. 
 

          Recentemente, vídeos de pessoas atraindo e puxando vermes da areia da praia com um pedaço de peixe como isca viralizaram nas redes sociais (1) Esses vermes são poliquetas tubícolas pertencente ao gênero Australonuphis (família Onuphidae, ordem Eunicida) e popularmente chamados de "verme de praia". Pertencente ao mesmo filo das minhocas (vermes anelídeos), esse clado inclui pelo menos sete espécies descritas, as quais habitam zonas intertidais e subtidais associadas a praias arenosas. Aliás, esses vermes poliquetas também são encontrados em praias Brasileiras.

- Continua após o anúncio -


(1) Exemplo de vídeo no Twitter, clique aqui.

          Quatro espécies desse gênero são conhecidos da costa Americana: A. beltrani do oeste Mexicano; A. casamiquelorum do Brasil e Argentina; A. hartmanae de El Salvador; e A. violacea do Chile. Outras duas espécies são conhecidas das águas Australianas: A. parateres e A. teres, ambos da Austrália. E, descrita em 2008, a espécie A. paxtonae, encontrada no Equador (Ref.3).

Figura 2. Poliqueta adulto Australonuphis parateres. Essa espécie pode alcançar 3 metros de comprimento e 1,5 cm de largura. 


Figura 3. Poliqueta adulto da espécie Australonuphis teres, essa a qual pode alcançar até 1 metro de comprimento.


Figura 4. Poliqueta da espécie Australonuphis casamiquelorum. Na foto, podemos ver claramente o corpo segmentado característico dos anelídeos e as estruturas musculares similares a pernas conhecidas como parápodes. O segundo até o quarto par de parápodes são os mais longos nos poliquetas Australonuphis.

          Vermes poliquetas são importantes membros da comunidade bêntica e da cadeia alimentar marinha, podendo atuar como predadores, "limpadores" (consumo de animais mortos diversos) e consumidores passivos de diversos outros organismos, ou como presas de uma variedade de aves, peixes e crustáceos.

           Os poliquetas Australonuphis são cegos, mas possuem um complexo sistema sensorial nas antenas - expressando ceratóforos - para a detecção de alimentos, e são atraídos para a superfície da areia úmida pela presença de restos de organismos vivos varridos pelas ondas nas praias. Onívoros, podem se alimentar de matéria vegetal, animal e outros (ex.: crustáceos, algas, peixes, moluscos, etc.). É reportado que poliquetas Australonuphis de grande porte se agregam em grandes números para se alimentar de grandes carcaças, como corpos de baleias arrastados até a praia (Ref.6). Esses vermes são também uma importante fonte de alimento para aves e peixes. Aliás, pescadores comumente capturam esses vermes para usá-los como isca, tipicamente usando restos de peixes para atraí-los (2). 

------------

(2) Outros poliquetas onufídeos de grande porte são também coletados e usados como isca por pescadores em várias partes do mundo (ex.: gêneros Hirsutonuphis e Diopatra). Poliquetas Australonuphis são uma das iscas mais comuns usadas por pescadores recreativos e comerciais. É ainda incerto se a exploração antrópica desses animais para a atividade de pesca ameaça a conservação desses vermes.

-----------

          Esses vermes constroem tubos mucosos temporários nas areias de praias e ativamente se movem no sedimento [horizontalmente], usando projeções laterais musculosas no corpo (parápodes ou parapódios), na busca por grandes pedaços de alimentos - nesse último caso, se movem verticalmente. Os parápodes são análogos às pernas de lagartas, arrastando também o tubo mucoso protetor à medida que se movimentam na areia. A superfície do corpo segmentado absorve oxigênio do meio. 

           Os poliquetas Australonuphis se reproduzem por fertilização externa, liberando gametas (óvulos e espermatozoides) na coluna de água marinha. As larvas que eclodem dos ovos resultantes exibem um estágio planctônico, se alimentando de fitoplâncton antes de se estabelecerem na areia como vermes juvenis quando desenvolvem alguns poucos centímetros de comprimento. Esses poliquetas tipicamente atingem a maturidade sexual com ~40-42 cm de comprimento.


REFERÊNCIAS

  1. https://www.gbri.org.au/SpeciesList/StudentProject2016%7CFionaRyan.aspx
  2. Budaeva et al. (2016). When molecules support morphology: Phylogenetic reconstruction of the family Onuphidae (Eunicida, Annelida) based on 16S rDNA and 18S rDNA. Molecular Phylogenetics and Evolution, Volume 94, Part B, Pages 791-801. https://doi.org/10.1016/j.ympev.2015.10.011
  3. León-González et al. (2008). A new species of Australonuphis (Polychaeta: Onuphidae) from the eastern Pacific. Journal of the Marine Biological Association of the United Kingdom, 88(4), 739-742. https://doi.org/10.1017/S0025315408001252
  4. https://www.publish.csiro.au/mf/pdf/MF20044
  5. https://australian.museum/learn/animals/worms/giant-beach-worm/
  6. Zanol et al. (2021). The Current State of Eunicida (Annelida) Systematics and Biodiversity. Diversity, 13(2), 74. https://doi.org/10.3390/d13020074