YouTube

Artigos Recentes

Paciente de 24 anos com queratólise puntuada e reclamando de terrível mau-cheiro no pé


           Em um caso descrito no periódico The Journal of Urgent Care Medicine (Ref.1), um homem de 24 anos apresentou-se ao hospital com odor excessivo no pé que ele descreveu como "pior do que qualquer coisa que ele poderia ter imaginado". Ele não reclamou de dor ou ardência, mas reportou que as solas do seu pé coçavam ocasionalmente. Ele também reportou que seus pés suavam muito quando jogava hockey de forma recreativa algumas poucas vezes por semana. Após avaliação médica, vários buracos rasos e arredondados foram encontrados sobre áreas da sola submetidas a forte pressão (áreas de principal apoio dos pés durante locomoção).


- Continua após o anúncio -


          Após diagnóstico diferencial, o paciente foi diagnosticado com queratólise puntuada (!), uma desordem na pele que afeta o estrato córneo da superfície (epiderme) plantar. A desordem - geralmente assintomática, mas podendo ser acompanhada de mau-odor, coceira e ardência - é causada pelo ataque de bactérias Gram-positivas que podem mostrar estruturas filamentosas ou cocoides, como a Kytococcus sedentarius, Dermatophilus congolensis, ou espécies dos gêneros Corynebacterium ou Actinomyces. Todas essas bactérias abrem pequenos túneis no estrato córneo, criando áreas erosivas de formas irregulares e variados tamanhos - depressões de 0,5 até 7 milímetros de diâmetro -, e culminando no padrão de buracos observados na foto acima. Raramente afeta a região palmar (palmas das mãos), e pode também acometer regiões entre os dedos, entre a unha e a pele e mesmo na parte dorsal das mãos ou dos pés. As lesões são classicamente descritas como não inflamatórias, mas processos de inflamação têm sido reportados em um número de casos (Ref.3).




            O terrível odor que pode ser liberado durante o ataque bacteriano está associado à produção de ácido isovalérico pelo metabolismo das bactérias do aminoácido leucina liberado no suor.

          Umidade é um fator de agravamento, frequentemente causado pela ou associado com hiperidrose (suor excessivo). É comum em atletas e trabalhadores que usam botas de borracha por longos períodos. O tratamento é baseado em antibióticos tópicos, como clindamicina, eritromicina, ácido fusídico e mupirocina, e umidade no pé deveria ser evitada, se possível. Antibióticos sistêmicos podem também ser prescritos, especialmente para casos resistentes. Cloreto de alumínio 20% pode ser usado para tratar o suor excessivo. Após tratamento, as lesões geralmente se resolvem em três a quatro semanas.

- Continua após o anúncio -


          Para diminuir o risco de recorrência e/ou auxiliar no tratamento, pacientes são orientados a lavar seus pés com sabão ou produto antisséptico duas vezes ao dia, usar meias absorventes de algodão ou meias de lã, e evitar usar o mesmo calçado em dias consecutivos. 

-----------

(!) Essa desordem dermatológica também é comumente conhecida como queratólise plantar, ceratólise pontuada e ceratose pontilhada. 

> Você sabia que o cheiro exalado pelas suas axilas (o famoso cecê) pode atuar na formação de casais? Para mais informações, acesse: O que causa e como é gerado o mau-cheiro nas axilas?

-----------


REFERÊNCIAS

  1. https://www.jucm.com/a-24-year-old-man-with-excessively-odorous-and-itchy-feet/2/
  2. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4782659/
  3. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4401600/
  4. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28924971/