YouTube

Artigos Recentes

Por que usar o DIU?


           Um estudo norte-americano mostrou que o número de mulheres usando métodos anticoncepcionais reversíveis de longo prazo, especialmente o DIU, tem aumentado exponencialmente nos últimos anos. De 2,4% em 2002 para 11,6% em 2013, considerando apenas o território dos EUA.

          Esse é um quadro que deveria se refletir mais pelo resto do mundo. Os DIUs, por exemplo, são 17 vezes mais eficazes em prevenir uma gravidez do que mulheres usando as pílulas. A cada 100 mulheres usando o dispositivo, menos do que 1 engravida por ano. E esse implante seria excelente para as mulheres mais jovens e adolescentes, já que nessa idade, as taxas de  gravidez indesejada e abortos têm subido a níveis alarmantes por causa da inicialização cada vez mais cedo na vida sexual. Com a irresponsabilidade da idade, as pílulas (método mais usado nesse grupo) acabam não surtindo o efeito desejado porque as garotas não respeitam os horários e doses diárias. Com o implante do DIU, essas preocupações deixam de existir, já que não é preciso de manutenção diária (demora vários anos para a troca). Além disso, a mulher não precisaria ficar interferindo com o seu equilíbrio hormonal natural e eliminaria qualquer efeito colateral promovido pelas pílulas.

          Mesmo com o aumento do número de implantes de longo prazo, entre as mulheres mais novas essa taxa de aumento não acompanhou tanto, por causa dos custos e não praticidade do implante inicial (é necessário um profissional da saúde para o implante e um custo significativo). Quem cobre isso, normalmente, são as seguradoras de saúde (não em todos os casos), e as adolescentes não têm acesso a isso. Fica mais fácil confiar na camisinha e pílulas para a prevenção. Mas, conhecendo esse público, são medidas levadas muito pouco a sério. E é uma pena, porque na China, por exemplo, o principal método anticoncepcional que garantiu a eficácia do programa de planejamento familiar do país é o DIU, o qual é amplamente incentivado pelo governo. (1)


- Continua após o anúncio -



             O DIU (Dispositivo Intra-Uterino) é um método anticoncepcional ultra seguro, como eu mencionei acima. Ele pode vir de três formas:

1. Paragard, também conhecido como Cobre T, é feito com o metal cobre enrolado sobre um suporte de plástico em formato de T. A presença do suporte, fixado no útero, induz a formação de leucócitos (células de defesa) e prostaglandinas, os quais contribuirão para a formação de um ambiente pouco favorável à presença dos espermatozoides. O cobre também promove uma ação espermicida. Sua efetividade dura 10 anos. É o único dos três que começa a surtir efeito logo depois do implante, onde os outros dois abaixo necessitam de cerca de 1 semana para promover as ações anticoncepcionais;

DIU de cobre

2. Mirena, é um dispositivo que contém o hormônio progestina. Este último irá tornar o muco cervical mais grosso e deixar as paredes do útero mais finas. Isso impede que o esperma atinja o óvulo. Sua efetividade dura 5 anos;

DIU Mirena dentro de um molde de útero, mostrando a posição correta de uso

3.Skyla, é o mais recente em uso nos EUA. Ele funciona como o Mirena, mas libera a progestina em menor quantidade e seu tamanho é reduzido. Sua efetividade é de três anos.

- Continua após o anúncio -



          Todos os três modelos podem ser removidos a qualquer momento, com a capacidade de gravidez ainda sendo a mesma de antes do uso dos implantes. Existem outros tipos, mas estão em fase de testes. Os efeitos colaterais são mínimos e limitados ao início do uso, onde pode haver certo desconforto na região uterina. No primeiro ano, o DIU pode, raramente, sair espontaneamente do útero e descer pela vagina, especialmente se a mulher nunca teve filhos. Não se pode tentar, por conta própria, colocá-lo de volta. Um profissional da área é necessário.

Posicionamento do DIU dentro do útero; a corda é para facilitar a retirada do dispositivo

           Concluindo, é um método seguro, confiável e de longa duração. Se você não gosta de ficar tomando as pílulas (ou esquece) ou usar camisinha com seu parceiro FIXO, este é um ótimo método. Por isso é tão recomendado para adolescentes, as quais tendem a ser bastante irresponsáveis durante as atividades sexuais (com os garotos sendo mais ainda, claro). Mas é bom sempre avisar: O DIU NÃO PREVINE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS! PARA ISSO, É NECESSÁRIO MÉTODOS DE BARREIRA, COMO A CAMISINHA! Aliás, usando o DIU em conjunto com a camisinha, o sexo se torna realmente seguro...:)

(1) ATUALIZAÇÃO: Em Janeiro deste ano (2015), a política chinesa de Um-Filho passou para Dois-Filhos, devido à pressão internacional e crescente reclamação interna da imposição governamental do limite de apenas 1 filho que uma família poderia ter, algo implementado desde 1978 para controlar o gigantesco crescimento populacional chinês.

Estudo mencionado: http://www.cdc.gov/nchs/products/nhsr.htm

Artigo relacionado: Posso prevenir a Aids depois de uma relação desprotegida?

REFERÊNCIAS CIENTÍFICAS
  1. http://www.cdc.gov/reproductivehealth/unintendedpregnancy/contraception.htm
  2.  http://link.springer.com/article/10.1007/s13669-016-0138-2
  3.  https://www.plannedparenthood.org/learn/birth-control/iud
  4. http://www.jmsjournal.net/article.asp?issn=1735-1995;year=2016;volume=21;issue=1;spage=17;epage=17;aulast=Zhang 
  5. https://www.betterhealth.vic.gov.au/health/healthyliving/contraception-intrauterine-devices-iud
  6. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2702765/
  7. https://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/patientinstructions/000774.htm