YouTube

Artigos Recentes

Proteja seu bebê: Vitamina K

 

           O medo infundado de diversas pessoas às vacinas sempre trouxe problemas e desinformações à sociedade. Outro desses problemas recentemente vem alarmando os médicos nos EUA, e provavelmente em diversas outras regiões do mundo.

         Todos os recém-nascidos possuem pouca quantidade de vitamina K no corpo, e esta situação mantém-se até os seis meses de idade, quando a comida sólida é apresentada ao bebê. A deficiência desse nutriente ocorre porque o mesmo não consegue passar pela placenta com eficiência e o leite materno não fornece quantidades mínimas, independente da dieta da mãe. Esta deficiência aumenta, em 15 vezes, as chances de sangramentos intestinais e cerebrais no bebê, envolvendo risco de morte. Neste sentido, os hospitais aplicam uma dose satisfatória desta vitamina no bebê, através de uma injeção intramuscular, protegendo a criança sem nenhum significativo efeito colateral.


        Porém, muitos pais mal informados cometem a besteira de não permitirem o tratamento, e o número deles está só crescendo, representando não só prejuízos para a criança, como também uma possível destruição familiar por conta do trauma de perder o filho nesta idade. E as causas do receio de vacinas vão desde teorias da conspiração (controle governamental e outras baboseiras) até influencia de alguns líderes religiosos em comunidades, os quais demonizam os tratamentos modernos de forma totalmente irresponsável e ilógica. 

           Sejam razoáveis, e não deixem crendices populares ignorantes acabarem com vidas. Pelo menos, se você não quiser tomar vacinas ou remédios essenciais, destrua somente sua vida. Deixe inocentes viverem a sua.


REFERÊNCIAS CIENTÍFICAS
  1. http://pediatrics.aappublications.org/content/112/1/191.long
  2. http://adc.bmj.com/content/98/1/41.short
  3. http://journals.lww.com/mcnjournal/Citation/2015/09000/Rejecting_Standard_Care__Vitamin_K_Prophylaxis_for.10.aspx
  4. http://www.aappublications.org/content/35/5/1.3.short