YouTube

Artigos Recentes

Por que temos um queixo?

 

         Você já parou para se perguntar o porquê da existência do seu queixo? É uma parte da nossa imagem facial tão comum, que acabamos não dando muita importância para ela. Bem, e talvez isso não seja algo tão errado, porque não existe nenhum consenso científico hoje sobre a funcionalidade biológica do nosso queixo.

           Quando eu disse que o queixo era algo tão comum no nosso rosto, eu não estava exagerando. Somos a única espécie que possui esta parte anatômica, mesmo entre os primatas e antigos ancestrais do gênero Homo, como o Neanderthal. Todos nós, Homo sapiens, possuímos queixo e este é até uma das diferenciações que os antropólogos usam para identificar um crânio encontrado: se tiver uma bela queixada, é um de nós! Por isso a questão da funcionalidade e evolução dessa estrutura óssea é tão debatida no meio científico, e há anos diversas hipóteses são criadas para explicá-la, com nenhuma delas mostrando-se conclusiva.

Diferenças entre o crânio do Homo sapiens ( esquerda) e o Homo neanderthal ( direita); note que uma das características de diferenciação é a presença do queixo na ponta da mandíbula

             Uma das primeiras ideias sobre o possível uso do queixo seria na diminuição do estresse causado na mandíbula pela mastigação, reduzindo danos futuros nessa parte do crânio. Só que isso não faz muito sentido porque para existir esse efeito de proteção, a estrutura óssea do queixo deveria estar no interior da mandíbula, próximo da língua. E é isso o que acontece em outros primatas, como os chimpanzés. Neles, existe um reforço ósseo extra o qual não possuímos. Isso é extremamente importante para esses primatas, já que a mastigação nessa espécie é bem mais poderosa quando comparado com a nossa. Na verdade, esse é um motivo para que um reforço na nossa mandíbula não seja algo necessário, já que costumamos ingerir apenas comidas mais macias, desde o surgimento da nossa espécie, principalmente devido ao uso do fogo para preparar o alimento. Alguns dizem também que ele seria responsável por diminuir o estresse causado pela fala, já que possuímos um espectro verbal incomparável na natureza. Mais uma vez, a tensão óssea causada pela fala na mandíbula é muito baixa para requerer um reforço. Testes computacionais de simulação também não encontram evidências de que o queixo tenham algum efeito mecânico de adaptação.

O nosso queixo é inútil para evitar estresse mecânico proveniente da mastigação, diferente dos chimpanzés que, apesar de não terem um queixo, apresentam modificações ósseas úteis na mandíbula para amenizar os danos da mastigação

             Outra hipótese afirma que o queixo seria uma forma de seleção sexual. O queixo seria um elemento de atração a mais, como ocorre nos dimorfismos sexuais presentes em diversas outras espécies de animais, especialmente nas aves. Porém, essas diferenciações anatômicas ocorrem apenas em um dos sexos, sendo quase sempre nos machos, para melhor atrair o parceiro sexual. Já no nosso caso, ambos, mulheres e homens, os têm, e em dimensões físicas muito parecidas. Se a explicação da seleção sexual fosse realmente verdade, seríamos os únicos animais no planeta a fugir da regra do dimorfismo sexual. Segundo a maior parte dos pesquisadores na área, ver o queixo desse ângulo passa longe de ser plausível.

              Uma última, e talvez mais aceita hipótese, é de que o queixo simplesmente está ali porque está ali, ou seja, seria apenas um subproduto evolucionário sem importância. Diferente do nossos ancestrais, nossa cabeça é menor e nossa mandíbula é bem menos robusta. Durante esse processo de modificação craniana, o queixo pode ter vindo apenas como um subproduto genético. Para a mandíbula afinar, os genes envolvidos também teriam dado um presente inútil: o queixo. Assim, no final das contas, esse nosso engrossamento ósseo charmoso na ponta da mandíbula pode ser apenas uma impressão digital evolucionária. O pessoal com ´queixo de vidro´ deve estar ainda mais revoltado depois de ler este artigo...:)

Artigo relacionado: Por que os homens gostam tanto de mulheres com seios e bunda grandes?

          Se você gostou do artigo, ajude a compartilhar o vídeo sobre o assunto no Youtube...:)

           

REFERÊNCIAS CIENTÍFICAS
  1. http://dx.doi.org/10.1098/rspb.1979.0086
  2. https://www.dentistry.uiowa.edu/nathan-e-holton
  3. http://www.bbc.com/earth/story/20160204-why-do-humans-have-chins
  4.  http://dx.doi.org/10.1002/evan.21471
  5. http://www.bbc.com/earth/story/20160111-what-is-it-that-makes-you-a-human-and-not-something-else 
  6. http://dx.doi.org/10.1002/ajpa.21447
  7. http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0047248499903391
  8. http://jdr.sagepub.com/content/85/7/638.short