YouTube

Artigos Recentes

Os animais sonham?

                                           
         Todos já perceberam que não somos os únicos animais com cérebros complexos que dormem. Aliás, estudos recentes até mostram que seres bem primitivos parecem dormir, como as águas-vivas (1). Em outras palavras, uma diversidade enorme de animais descansam da mesma forma que nós, mas será que eles sonham como os humanos?

         De que os animais mantêm padrões emulativos de atividade cerebral quando dormem, não restam dúvidas, e podemos observar isso quando cães latem e se mexem durante o sono. Mas estariam eles sonhando sobre os acontecimentos das suas vidas também? Não podemos perguntar isso a eles, por enquanto (Risos!), então, dois métodos disponíveis são a observação do comportamento físico e a análise da atividade cerebral associada com seus movimentos e experiências.

        Nos anos 60, pesquisadores retiraram a parte no cérebro responsável pela paralisia dos gatos no sono REM (Movimento rápido dos Olhos, momento no qual os humanos sonham), para deixarem esses animais agirem de acordo com o fluxo de atividade cerebral (tornando-os sonâmbulos), e o comportamento deles eram idênticos ao de uma situação de caça, onde eles corriam e agiam de modo agressivo. E estudos posteriores geraram os mesmos resultados para outros gatos e também cães.

- Continua após o anúncio -



          Nesse caminho, duas pesquisas esclarecedoras em 2007 foram apresentadas, para solucionar de vez o assunto e englobando uma maior diversidade de animais. Foram marcados padrões elétricos e químicos de ratos e pássaros de acordo com suas ações (se os ratos corriam, era disparado um certo padrão, e quando os pássaros cantavam, desencadeava outro nesse grupo). Os sinais em padrão foram gravados e, depois, comparados com os sinais produzido durante o sono REM. Os testes com pássaros foram feitos na Universidade de Chicago, e o resultado foi que as aves, ao decorrer do sono, reproduziam as mesmas notas cantadas durante o dia! No MIT (Ref.1), os pesquisadores mapearam toda a atividade elétrica cerebral ligada à movimentação de ratos presos em um labirinto. Depois, durante o sono dos roedores, os sinais dos sonhos foram também mapeados e mostraram sinais idênticos aos do labirinto! Ou seja, tanto os pássaros quanto os ratos estavam, sim, sonhando com os acontecimentos do dia, assim como nós costumamos fazer.

          Mas como será que esses animais encaram um sonho? Sabem que estavam apenas sonhando quando, eventualmente, acordam e se lembram do ocorrido? Eles conseguem se lembrar deles? Seus sonhos conseguem ser mais do que uma simples cópia do dia, assim como os sonhos humanos mais elaborados e imaginativos? Talvez nunca saberemos por completo.

- Continua após o anúncio -



ATUALIZAÇÃO ( 29/04/16): Descoberta fantástica publicada ontem na Science (um dos principais jornais de publicação científica no mundo, lado a lado com a Nature) (Ref.5). Pesquisadores alemães do Instituto Max Planck de Pesquisas Cerebrais, na Alemanha, descobriram que os répteis podem ser capazes de sonhar! A descoberta veio depois do estudo comportamental de 5 Dragões-de-Barba, nativos da Austrália. Analisando-os quando estavam dormindo, foi possível comprovar a existência de duas fases, REM e Ondas-Lentas, durante o sono.


        Tanto o REM (Movimento Rápido dos Olhos) quanto o Sono de Ondas Lentas, estão relacionados com o processo de construção de sonhos. Ambos estão presentes nas aves e mamíferos, únicos grupos antes pensados que possuíam a habilidade de sonhar - apesar das aves serem frequentemente consideradas répteis. Era especulado que os sonhos eram uma característica intimamente ligada à presença de um sangue quente (animais homeotérmicos), mesmo não existindo uma relação clara de causalidade. Agora, esses novos resultados elucidam melhor a origem evolutiva do ato de sonhar, antes pensado ser fruto de um evento recente. Com os répteis também sendo capazes de terem tal experiência, ancestrais comuns a eles e, consequentemente, às aves e mamíferos, provavelmente iniciaram a conquista dos sonhos em períodos tão distantes quanto 320 milhões de anos atrás.

        Bem, e fica a dúvida: sobre o quê os Dragões-de-Barba poderiam estar sonhando? Segundo os pesquisadores envolvidos, certamente seria algo relacionado com insetos saborosos, um rival em seu território, locais com clima agradável e coisas do tipo. E será que eles têm pesadelos? Provavelmente com o inverno (Risos).

ATUALIZAÇÃO (15/10/17): E parece que não somos só nós que possuímos pesadelos. Para saber mais sobre o assunto, acesse: Ratos também podem ter pesadelos!


(1) Para saber mais, acesse a matéria: Mesmo sem possuir um cérebro, estudo mostra que as águas-vivas também dormem!



REFERÊNCIAS CIENTÍFICAS
  1. http://news.mit.edu/2001/dreaming  
  2. http://www.bbc.com/future/story/20140425-what-do-animals-dream-about
  3. https://www.psychologytoday.com/blog/animal-emotions/201212/do-animals-dream-science-shows-course-they-do-rats-too
  4. http://news.nationalgeographic.com/2015/09/150905-animals-sleep-science-dreaming-cats-brains/ 
  5. http://science.sciencemag.org/content/352/6285/590