YouTube

Artigos Recentes

Por que as axilas são cabeludas?

              
Compartilhe o artigo:



          Como todos já devem ter percebido, os humanos são mamíferos desprovidos de uma bela e robusta pelagem envolvendo o corpo, a qual é típica de boa parte dos outros membros desse táxon. Porém, algumas partes do corpo humano, como a região genital (pelos pubianos), o escalpo (cabelo), a região acima dos olhos (sobrancelhas) e o rosto dos homens (barba) se destacam em relação ao volume de pelos. No caso das axilas, apesar de nada conclusivo, existem algumas hipótese do porquê delas possuírem uma pronunciada quantidade de pelos.

           A primeira hipótese é a de que os pelos impedem o superaquecimento dos nódulos das axilas, ao deixar o suor escapar mais facilmente pelo vento. Mas, para isso, eles devem ser escassos, para não ter o efeito contrário. E os pelos das axilas obedecem essa característica. Outra hipótese é a de que os cabelos reduziriam a fricção na junção entre seu braço e o tronco. Durante corridas e logas caminhadas, isso seria fundamental para evitar feridas desnecessárias (as famosas assaduras). Uma terceira hipótese - e a mais aceita - é a de que o suor, e as substâncias de forte cheiro carregadas com essa secreção, agiriam como feromônios, e os pelos ajudariam a dispersar estes odores, ao aumentar a área de superfície do suor em contato com o ar e, consequentemente, facilitar sua evaporação e liberação dos compostos voláteis odoríferos. Aliás, os pelos pubianos provavelmente também seguem essa terceira hipótese.

- Continua após o anúncio -



           Alguns estudos mostram que os cheiros característicos de diferentes grupos de pessoas não ligados por laços familiares (geneticamente bem distintos), possuem características odoríferas únicas para o olfato humano. Em outras palavras, diferentes cargas genéticas geram diferentes tipos de cheiros. Nesse sentido, se um homem vê uma mulher, ou vice-versa, ele pode sentir mais atração por ela caso esta possua um cheiro totalmente diferente (carregando consequentemente um conjunto genético bem diferente dele), porque a união entre os dois gerará filhos que herdarão cargas genéticas e sistemas imunológicos mais variados, com contribuição de ambos os pais. Com isso, seus bebês tenderão a ser menos suscetíveis a doenças genéticas recessivas ou dominantes homozigóticas, e a se adaptarem melhor às adversidades, por serem geneticamente mais diversificados. Incestos, por exemplo, reduzem drasticamente a variabilidade genética, aumentando o risco de diversos problemas. Durante a evolução da nossa espécie (Homo sapiens), essa seria uma excelente ferramenta para a geração de descendentes mais saudáveis.

          E olha que "coincidência": os pelos pubianos e das axilas começam a surgir de forma expressiva durante a puberdade, quando o nosso corpo está pronto para as atividades sexuais!

          * O cheiro forte causado pelo suor das axilas é devido ao ataque de bactérias nas secreções eliminadas junto à sudorese desta região. Elas comem carboidratos, e outros metabólitos liberados, excretando substâncias mal cheirosas. Os desodorantes e os anti-transpirantes, por exemplo, matam as bactérias diretamente (desodorantes) ou indiretamente, ao impedirem a liberação de suor (anti-transpirantes). Para mais informações, acesse: O que causa e como é gerado o mau-cheiro nas axilas?


REFERÊNCIAS CIENTÍFICAS
  1. http://goaskalice.columbia.edu/answered-questions/whats-point-pubic-hair
  2. http://link.springer.com/article/10.1007/s00265-011-1305-0
  3. http://investigativegenetics.biomedcentral.com/articles/10.1186/s13323-015-0021-3
  4. http://www.nature.com/scientificamerican/journal/v302/n2/full/scientificamerican0210-42.html