YouTube

Artigos Recentes

Voando longe com o disparo de uma arma?



        É bem comum vermos em filmes de ação, projéteis de armas de fogo arremessarem pessoas longe, ou provocarem um impacto forte do suficiente para jogá-las fortemente para trás. Bem, a menos que o disparo viesse de uma bala de canhão, isso está longe de ser aprovado pelas leis da física.

         O grande impacto sofrido pelas pessoas ao receberem um tiro nos filmes é apenas um elemento cinematográfico para expressar a dramaticidade da cena. Caso contrário, a pessoa que acionou a arma também seria jogada para trás, devido à lei da ação e reação ( o ´coice´). E se esse fosse o caso, não teríamos nem como usá-las de forma portátil e com praticidade. O poder da bala reside em sua alta densidade, velocidade ( linear e giratória) e formato pontiagudo. Ou seja, sua penetração no tecido vivo é aumentada dramaticamente, indo fundo nos órgãos internos, causando danos, principalmente, ao dilacerar artérias. Mas, apesar disso, seu momento ( produto da massa pela sua velocidade) é muito pouco para transmitir grande quantidade de energia cinética para nós.

         Uma bala pesando poucos gramas e viajando em velocidades muito maiores do que a do som ( > 340 m/s, mas irá variar dependendo do modelo da arma) transmite um energia cinética apenas suficiente para lhe garantir uma grande pressão de impacto ( sua pequena área da ponta sob a superfície alvo). Se distribuíssemos essa energia em um corpo humano, milhares de vezes mais pesado, este mal se moveria. Isso sem contar que grande parte da energia é perdida no momento de amortecimento durante a perfuração do corpo, sobrando ainda menos dela para movimentar o corpo.

        Portanto, quando a Noiva voa longe com o tiro de sal disparado pelo Budd, aquilo foi apenas fruto da incrível cabeça imaginativa do Tarantino...:)

OBS.: Existem balas de impacto criadas para nocautear ou desequilibrar o alvo. Mas estas também, mesmo não sendo perfurantes, e, consequentemente, não desperdiçando sua energia cinética na perfuração, iriam apenas empurrar um pouco a pessoa alvo, longe de ser algo que a faça voar metros para trás.

Artigo relacionado: Atirar para o alto pode matar?