YouTube

Artigos Recentes

Quais alimentos mancham os dentes?




        O escurecimento dos dentes é algo que preocupa muita gente. Vários fatores podem levar a essa mudança de cor e, entre eles, é interessante destacar a alimentação. Mas quais alimentos promovem o escurecimento dos dentes? Como podemos evitar ou amenizar esse processo?

- Continua após o anúncio -



  DENTES E MANCHAS

           Entre os mecanismos que podem levar à uma mudança da coloração branca dos dentes, podemos dividi-los em dois grupos: os intrínsecos e os extrínsecos. Nos mecanismos intrínsecos, entrariam os processos que alterariam a formação de três das quatro principais partes do dente: o esmalte, a dentina e a polpa. Doenças específicas, certos medicamentos, avanço da idade, entre outros, seriam os grandes catalisadores dessas alterações, principalmente na mineralização da dentina e do esmalte, as quais têm sua matéria prima formada na polpa (1). Já nos mecanismos extrínsecos, substâncias metálicas e não-metálicas interagem com a superfície do dente, causando mudanças em sua estrutura e/ou forçando a entrada de pigmentos na mesma. O ataque ácido de bactérias sobre substratos energéticos, como o açúcar (processo de formação das cáries), sais metálicos (3) e a ação de pigmentos na comida são dois exemplos nesse caso. Então, vamos focar nesse último. 

          Apesar do esmalte do dente ser o tecido mais rígido do nosso corpo, possuindo em sua composição 96% de minerais (2), ele é também bastante poroso e sensível ao ataque de ácidos. Os alimentos em geral carregam diversos pigmentos, estes os quais podem interagir bem com os poros do esmalte e, literalmente, colori-los. Entre esses pigmentos, os mais comuns são derivados de polifenóis. A acidez da comida ou bebida ingerida também contam bastante na hora do escurecimento com os pigmentos, já que o ataque ácido danifica a estrutura do esmalte e facilita ainda mais a entrada dessas substâncias coloríficas. Portanto, baixo pH (maior acidez) e presença de corantes específicos são dois fatores que, se encontrados em um alimento, tornará este um grande perigo para a manutenção do branco dentário.
 
Reações de degradação do esmalte do dente em meio ácido, através do seu principal mineral constituinte

     
   ALIMENTOS  E MANCHAS

         Encaixando nesse último perfil montado, temos quatro bebidas como causas mais comuns do escurecimento dos dentes: café, chás, sucos, coca-cola e vinhos. Todos estes possuem um perfil ácido e polifenóis como pigmentos. O vinho vermelho é o mais potente ´tingidor´ desses mencionados, devido ao fato de ser ácido, conter etanol e possuir pigmentos que interagem muito bem com a superfície do dente. Os chás vêm em segundo lugar, devido à presença de pigmentos como as taninas (tannins, em inglês), os quais possuem forte interação com o esmalte. Em seguida vem o café, pelos mesmos motivos do chá e depois ou pode entrar a Coca-Cola ou os sucos em geral, especialmente os de uva.

- Continua após o anúncio -



           Os sucos terão eficiência muito variada dependendo dos pigmentos encontrados e acidez. Já a Coca-Cola, terá sua força maior ou menor dependendo do que está acompanhando ela. Como essa bebida é muito ácida, ela ataca a estrutura dos dentes e permite que não só os pigmentos encontrados nela (os quais possuem uma interação menos intensa com o esmalte), mas em qualquer alimento, penetrem mais facilmente. Aliás, todos os refrigerantes, por serem também bastante ácidos, facilitam esse processo em uma menor intensidade. Portanto, dependendo da situação, a Coca-cola, e similares, podem ter o pior efeito de provocar manchas na superfície do dente. E é válido lembrar também que vários corantes/pigmentos nos alimentos sólidos podem ser grandes manchadores dos dentes, especialmente certos corantes artificiais e naturais em alta concentração. O processo de formação de cáries, o qual modifica a cor dos dentes e deixa o local dentário atacado bem ácido, também contribui bastante, e, por isso, alimentos muito açucarados, como doces, também podem ser considerados ´manchadores´.

À direita, a estrutura química típica de uma tanina, classe de pigmentos acusados de serem os principais responsáveis pelo escurecimento dos dentes devido ao consumo de chás; os pigmentos dos alimentos interagem com a estrutura superficial dos dentes através de ligações intermoleculares e quanto maiores as forças de ligação, mais o pigmento manha e mais difícil de tirá-los depois de algum tempo
       
         Dois outros fatores também parecem aumentar bastante o escurecimento dos dentes através da alimentação e de forma isolada. A presença da substância clorexidina (chlorhexidine, em inglês) ajuda a agravar o escurecimento dos dentes por facilitar a interação de pigmentos com o esmalte e reagir com compostos liberados das células bacterianas (ferro, em especial) da boca após o seu ataque (ele é um agente bactericida). A clorexidina está presente em enxaguantes bucais e certos medicamentos. Limitar o uso de enxaguantes bucais e outros produtos contendo essa substância é um bom método de prevenir a acentuação de manchas dentárias.

          Além da clorexidina, o período pós-clareamento dos dentes com tratamentos odontológicos tende a deixar a superfície dos dentes mais suscetível à ação das manchas, sendo importante, portanto, evitar o consumo de alimentos, ou qualquer outro agente, que cause escurecimento facilitado nos dentes após o procedimento. Alguns estudos sugerem consumir o mínimo possível desses alimentos, especialmente o vinho vermelho, até pouco mais de 1 semana após o clareamento, no caso do uso de peróxido de hidrogênio. Seu dentista deve informar melhor sobre os procedimentos de segurança para cada tipo de clareador usado.

- Continua após o anúncio -



   PREVENÇÃO DE MANCHAS

          Mas não é preciso se livrar, para sempre, dessas bebidas e outros alimentos que ajudam a manchar os dentes. Reduzir o consumo já ajuda bastante. Depois de um café, por exemplo, lave a boca com água ou escove os dentes para retirar os vestígios da bebida da boca com maior eficiência do que a saliva. Para não ter que ficar se preocupando toda hora com isso, evite ficar consumindo essas bebidas a todo momento, escolhendo horários certos do dia para isso, os quais permitem uma limpeza da boca com mais tranquilidade depois da refeição. Só tome cuidado para não ficar escovando os dentes a toda hora depois da ingestão de alimentos muito ácidos, como a Coca-cola (Escovar os dentes antes ou após o café da manhã? ).

         Outra estratégia interessante, comprovada por um estudo de 2014 (Ref.8), é beber chá junto com leite para amenizar o as manchas causadas pelo primeiro. O responsável por isso é a caseína, proteína que compõem 80% do conteúdo proteico do leite, a qual interage prioritariamente com os pigmentos do chá antes destes interagirem com o esmalte do dente. Não consegui encontrar outros estudos que mostrassem que o leite possa ser eficiente para outros alimentos, como o café.

- Continua após o anúncio -



  CONCLUSÃO

         Certos alimentos podem trazer grandes escurecimento nos destes e por isso é preciso limitar o consumo dos mesmos e prestar mais atenção à higiene bucal quando consumi-los. E é importante reforçar que a mudança de cor nos dentes pode ser causada por inúmeras causas, com muitas sendo bem mais fortes e problemáticas do que os alimentos, principalmente doenças específicas. Procure sempre um dentista caso notar o surgimento de manchas persistentes e causadas por fatores desconhecidos por você. 

(1) Mesmo a camada da dentina ficando por baixo do esmalte do dente, qualquer alteração nela fica razoavelmente visível do lado de fora. Isso ocorre porque o esmalte, apesar de ser muito rígido e bem mineralizado, é significativamente translúcido.

(2) O principal mineral que compõem o esmalte é a hidroxiapatita, um composto inorgânico cristalino de fosfato de cálcio e íons hidroxila.

(3) Sais de metais coloridos/escurecidos podem interagir com os dentes, como alguns compostos azuis de cobre e o violeta do permanganato de potássio. Excesso na suplementação de ferro também pode levar à formação de manchas escuras nos dentes, como sugerido no estudo indicado na Ref.13.

OBS.: O fumo e a mastigação do tabaco também produzem diversos pigmentos que ajudam bastante a escurecer os dentes, e de forma bem intensa.



Artigos Relacionados: 

REFERÊNCIAS CIENTÍFICAS
  1. http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1600-051X.1997.tb00476.x/full
  2. https://www.jstage.jst.go.jp/article/dmj/25/1/25_1_125/_article 
  3. http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1678-77572008000300007&script=sci_arttext&tlng=es
  4. http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.3109/00016357.2013.771404
  5. http://synapse.koreamed.org/search.php?where=aview&id=10.5395/rde.2016.41.2.130&code=2185RDE&vmode=FULL
  6. http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2213997415000324
  7. http://www.nature.com/bdj/journal/v190/n6/full/4800959a.html
  8. http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/idh.12096/full
  9. http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S030057121000196X
  10. http://search.proquest.com/openview/f378e6739067c175fac9db4b8c45c9a0/1?pq-origsite=gscholar
  11. www.ijds.in/article-pdf-VISHAL_MEHROTRA_ASHEESH_SAWHNY_IRA_GUPTA_ROHIT_GUP-655.pdf
  12. https://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/003065.htm
  13. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3462040/
  14. http://english.xm.gov.cn/Health_Tips/201603/t20160321_1302405.html
  15. https://www.gems.gov.za/default.aspx?dxd44wEKnrJ2e3q/QtPnnqr3U+Ch+pxZ