YouTube

Artigos Recentes

Chá de fita possui algum fundamento?




         Um colega meu recentemente me perguntou se o tal de ´chá de fita´ realmente produz efeitos alucinógenos. Nunca tinha ouvido falar disso, então ele explicou do que esse chá era composto: fita cassete, literalmente, fervida em água! Eu pensei que ele estava zoando comigo, mas depois de uma pesquisa pela internet, eu descobri que isso era realmente popular, com vários fóruns afirmando que o tal chá é um forte alucinógeno, similar ao LSD. Fui, então, pesquisar mais a fundo.

          O negócio é tão absurdo que não existem pesquisas científicas sobre o assunto. Em aberto na internet, consegui achar uma pequena reportagem da Super Interessante sobre o tema, onde a perita criminal e professora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da PUC-Campinas, Silvia Cazenave, afirma que o chá de fita não é alucinógeno. Na verdade, a falta de trabalhos científicos sobre essa questão mostra que não existe fundamento algum na prática. É o mesmo que eu dizer que comer tijolo ´dá um barato´. Faz algum sentido? Não, mas eu acabei de dizer.

           As fitas cassetes são compostas, basicamente, de compostos magnetizáveis, na maioria óxidos de ferro ou cromo, uma estrutura plástica de suporte ( acetato de celulose, cloreto de polivinila ou poliéster), lubrificantes e uma cola orgânica de estabilização. Nenhum desses compostos, puros ou fervidos, provocam efeitos alucinógenos ou ´dão um barato´. Talvez, a única coisa que eles façam de diferente no cérebro, seja intoxicá-lo, já que pode existir metais pesados como contaminantes no material, além dos próprios compostos constituintes serem prejudiciais à saúde se ingeridos. Aí, eu não sei se a ´viagem´ será tão boa assim.

Não existem componentes alucinógenos no rolo de fita magnetizável


          Mas sério... Quem é o ser maravilhoso e divino que pega um bolo de fita cassete velho, ferve em água, e bebe? Mesmo se isso desse efeitos alucinógenos, não é possível que alguém realmente bebe essa macumba tóxica! Fiz esse texto, mas ainda não acredito que fiz esse texto.

Reportagem da Super Interessante: http://super.abril.com.br/blogs/oraculo/cha-de-fita-da-barato/ ( Bem, a Super Interessante não é das melhores referências científicas, mas foi a única coisa que achei. Quem tiver outras referências, aponte nos comentários, se puderem).

Artigo relacionado: Cogumelos mágicos e a cura da depressão