YouTube

Artigos Recentes

Quais os reais motivos pelos quais os gatos ronronam?



          Sempre costumamos assumir que os gatos ronronam para demonstrar felicidade e conforto, seja entre eles ou quando fazemos um carinho neles. Pessoas mais acostumadas com esses felinos também observam que os gatos ronronam quando estão cuidando das suas crias, onde, supostamente, estariam se comunicando com elas. Mas nem sempre o ronronar vem acompanhado de momentos amorosos e os seus efeitos podem ir muito além do que um simples ruído.

- Continua após o anúncio -



           Apesar de parecer controverso, os gatos não só ronronam em momentos de alegria e sossego, mas também quando estão sob forte estresse, como quando se encontram em lugares ameaçadores ou estão se recuperando de alguma ferida. Veterinários sabem muito bem disso, e estão acostumados a verem os gatos ronronarem bastante quando estão sob atendimento médico, ou seja, em um momento de estresse e na presença de desconhecidos. Outra curiosidade sobre o ronronar é a própria natureza física do seu som, cujo efeito pode ser muito mais do que um simples sinal sonoro de comunicação ou demonstração emocional.

             O som característico do ronronar é produzido por movimentos específicos dos músculos do diafragma e da laringe desses animais, tanto na expiração quanto na aspiração pulmonar, mas o disparo neural para esses processos é ainda pouco entendido. O fato mais interessante é que som do ronronar sempre fica em um padrão de frequência entre 25 e 150 Hertz, faixa esta que, em vários estudos, demonstrou ter efeitos reparadores no corpo! Esses efeitos parecem promover uma melhora na densidade óssea e na reparação de danos no organismo, além de manter saudável a massa muscular.

             Para os gatos esses efeitos são fantásticos, já que eles passam a maior parte do tempo descansando, especialmente dormindo, para economizar energia. Essa falta de atividade é desgastante para a musculatura (catabolismo) e densidade óssea, em um efeito parecido com o que ocorre nos astronautas e pessoas muito sedentárias. Com um ronronar reparador, os gatos economizariam energia e ainda manteriam a saúde dos músculos e ossos. Estudos em andamento até estão trabalhando com essas frequências sonoras para possíveis tratamentos que poderiam ser utilizados, por exemplo, nos astronautas. Aliás, o ronronar que as fêmeas dos gatos costumam fazer quando estão junto aos filhotes pode até ser um mecanismo de otimização da saúde dos pequenos.

- Continua após o anúncio -



              Apesar de tudo não passar ainda de hipótese, as evidências são bem fortes e os efeitos dessas frequências sonoras realmente mostram certos efeitos positivos no corpo. Assim, algo que é comumente tido apenas como um simples sinal carinhoso pode ser uma poderosa ferramenta de saúde que poderá, no futuro, também nos beneficiar! Seu gato gosta dos seus carinhos muito mais do que você imaginava...:)

Curiosidade: Mesmo que nós associemos o ronronar apenas com os felinos, nem todos eles o fazem. E, além disso, outros animais também ronronam como os texugos, civetas, ursos, racums, hienas, fuinhas, tapirs, porcos-da-guineia, lêmures-da-cauda-anelada, elefantes e gorilas (estes últimos, apenas quando estão comendo).

IMPORTANTE: E, lembrando, tudo é apenas uma hipótese, e que se aplica em maior extensão aos gatos. Existem espertalhões por aí que vendem aparelhos de ´terapias vibratórias´ baseadas nesses estudos, mas não existem comprovações de efeitos benéficos significativos nos humanos. Estudos nesse sentido ainda estão sendo feitos. Fazer um mínimo de atividades físicas, por exemplo, pode ter efeitos muito maiores do que essas vibrações. Na verdade, o simples ato de andar pode ser muito melhor. O negócio aqui é que os gatos passam o maior tempo possível dormindo. No caso deles, efeitos positivos significativos poderiam surgir, especialmente considerando que o custo energético do ronronar é bem pequeno. Além disso, o organismo deles é bem diferente do nosso. Caso essas terapias vibratórias tenham alguma importância no futuro para humanos, com certeza será para casos específicos e não uma recomendação geral de saúde.

Artigo relacionado:
Como os gatos nos veem?

REFERÊNCIAS CIENTÍFICAS
  1. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14652479
  2. http://roberteklund.info/pdf/Schotz_Eklund_2011_Purring_DomesticCats.pdf
  3. http://roberteklund.info/pdf/Eklund_et_al_2012_Cheetah_Purring.pdf
  4. http://www.scientificamerican.com/article/why-do-cats-purr/
  5. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16939405
  6. http://www.karger.com/Article/Abstract/363057
  7. http://scitation.aip.org/content/asa/journal/jasa/138/1/10.1121/1.4923153