YouTube

Artigos Recentes

Cuidado com o vírus da Raiva!

 
NÃO NEGLIGENCIE!


           É preciso levar a Raiva a sério. A maioria das pessoas não levam a mordida de animais como algo perigoso. Mas nessas mordidas pode estar sua carta de óbito, por mais inofensiva que ela pareça.

            A transmissão da doença conhecida como Raiva acontece de um animal infectado para sadio sadio através do contato da saliva por mordedura, lambida em feridas abertas, mucosas ou até mesmo arranhões que envolvam sangue. Grande parte dos canídeos, selvagens ou domésticos são capazes de transmitir a doença, assim como gatos e morcegos. Levou uma mordida de um animal desconhecido, vá direto para o posto de saúde/hospital mais próximo e informe qual animal te atacou. Os cães com raiva passam a apresentar um comportamento agressivo ( daí o nome, e esse é um modo inteligente do vírus de ser transmitido, porque, assim, o cão morde outros animais com mais frequência e acaba espalhando ele com facilidade), espumam pela boca e passam a ter medo de água ( hidrofobia).

              A raiva é uma doença que não possui cura e é fatal. Ela é causada por um vírus ( Rabies virus) que ataca o sistema nervoso do infectado. Dependendo do local da mordida, ou qualquer outra forma de transmissão, o indivíduo pode morrer em menos de um mês ( quando mais próximo da cabeça).

             A prevenção da doença é feita vacinando-se cães, gatos e animais de gado, e evitando o contato desnecessário com animais que você não conheça ou que estejam apresentando um comportamento diferente. Dormir de janelas fechadas ( ou com grades) é também uma boa forma de prevenir, pois evita a entrada de morcegos durante a noite ( eles podem te morder e você nem perceber, já que usam anestésicos durante a sugação de sangue). Profissionais que lidam muito com animais, também podem receber, frequentemente, uma vacina antirrábica.

Vacinação de animais domésticos e silvestres é a melhor forma de prevenir a Raiva

                Caso você seja mordido e o animal realmente tenha te passado raiva, não entre em desespero, porque se você for ao hospital e receber, durante uma semana, um ´coquetel´ de vacinas antirrábicas, as chances de real desenvolvimento da doença é rara. Mas, se os sintomas da doença tiverem já surgido em seu corpo, o óbito será o provável caminho a ser seguido, às vezes, em menos de 10 dias. Apenas dois casos de cura já foram registrados até hoje e, mesmo assim, os pacientes ficaram com gravíssimas sequelas cerebrais.

Paciente com Raiva em intensa agitação, com o óbito sendo o único provável diagnóstico


Texto relacionado: Verme passa câncer para um homem!