YouTube

Artigos Recentes

Os fantásticos animais híbridos

                                      

            Os animais híbridos são frutos de cruzamentos naturais entre espécies diferentes mas que compartilham um parentesco próximo. Por causa da significativa diferença genética, principalmente quanto ao número de cromossomos, a grande maioria desses híbridos acabam nascendo estéreis. Existem vários deles espalhados pelo mundo, e o mais curioso é que, apesar de serem tão especiais, são muito pouco conhecidos.

          Abaixo, eu fiz um lista de vários exemplares, explicando um pouco sobre cada um deles.

Iguana Híbrida

É resultante da união entre um macho de iguana marinha e uma fêmea de iguana terrestere. Enquanto o primeiro é totalmente escuro ( cores variadas, mas muito escuro) e o segundo alaranjado-amarelo, o híbrido é preto com diversos detalhes brancos. Ele também é terrestre mas guarda as longas garras afiadas e a cauda característica da espécie marinha ( a terrestre não as possui tão grandes). Todas essas espécies são encontradas nas Ilhas Galápagos, o que explica a não interferência do homem na criação do híbrido. E a iguana híbrida acaba levando vantagem sobre a terrestre por ser capaz de escalar os pés de cactos com as longas garras e pegar quantos frutos quiser, enquanto a terrestre precisa esperá-los cair da planta.

                                     
Iguana marinha ( esquerda) e Iguana terrestre ( direita), dando origem à Iguana Híbrida



Mula

Este é, com certeza, o híbrido mais conhecido. Resultado da mistura entre um burro macho e um cavalo fêmea ( égua), a mula apresenta características estéticas bem compartilhadas de ambos os pais, mas crescendo com cores, altura, peso e formatos muito variados. O mais interessante nessa hibridização, é que a criação acaba sendo superior aos progenitores em relação à inteligência, socialização, vigor e resistência física, e maior força imunológica . A maioria dos criadores de animais preferem as mulas aos cavalos e burros, tanto para adestrar quanto para utilizá-los no trabalho. Um cruzamento que a natureza não esperava e que deu certo. Bem, mais ou menos, já que quase todas as mulas são estéreis.

Existe também o Hinny, o oposto da mula. É quando um burro fêmea é misturado com um cavalo. É muito parecido com a mula, mas fisicamente e intelectualmente inferior. Além disso, é bem mais raro de ser visto.
                 
Burro ( esquerda) e cavalo ( direita), dando origem à mula
                                                                               
Zebróides

 Existem diversos tipos deles e são caracterizados por serem o resultado da mistura entre zebras e outros equinos. Podemos citar  os zonkeys, uma mistura de uma égua com um burro; o zorse, mistura entre zebras e cavalos; e o zony, mistura entre zebra e pônei. A maior parte dos zebróides lembram os equinos com os quais as zebras cruzaram, mas todos mantêm parte das listras, em diversas cores e localizações.

                                 
Exemplos de híbridos da zebra
                             

                                                                Híbridos Bovinos

São as misturas entre várias espécies de bovinos. Entre elas, temos o Dzo, a mistura de uma vaca ou um touro com um iaque. Ele é comum na região do Everest, especialmente na Mongólia e Tibet. Os povos dessa região dizem que o dzo é muito mais forte, produz mais leite e é mais resistente do que ambos os progenitores. Quanto ao tamanho deles, não há dúvida de que são bem maiores e mais pesados. Também podemos citar o Beefalo, fruto de um bisão americano com uma vaca ( sendo um raro exemplo totalmente fértil de híbrido), e o zubron, uma mistura entre o bisão europeu e um boi ou vaca, os quais são mais resistentes à doenças e resistem melhor às bruscas mudanças climáticas. As fêmeas são férteis e as cores irão depender das cores dos progenitores. Os híbridos bovinos estão sendo planejados e criados, sempre na tentativa de conseguir maiores lucros ao obter características únicas otimizadas, tanto na produção de carne ou de leite.

                                    
Exemplos de híbridos bovinos
  


                                                                    Urso grizzly-polar

É uma raríssima mistura entre ursos polares e ursos pardos ou pretos. Já foram feitos em zoológicos e também testemunhados na natureza ( infelizmente,em todas as raras vezes foram abatidos por caçadores, permitindo aos pesquisadores apenas analisarem os corpos). Os cientistas ainda não tem uma boa teoria para explicar esta união na forma natural. O território dessas espécies frequentemente se interceptam, mas elas possuem nichos ecológicos diferentes e não se dão nada bem quando estão juntas.

                   
Um urso marrom ( esquerda) e um urso polar ( direita) dando origem ao urso grizzly-polar/Crédito de imagem do grizzly-polar: http://www.vancouversun.com/technology/grolar+pizzly+Scientists+confirm+grizzly+polar+bear+cross/2978186/story.html                                                                


                                                                     Felinos Híbridos

Entre as misturas de felinos, as mais famosas ( e, mesmo assim, pouco conhecidas) são entre tigres e leões, dando origem ao ligre, tigon,  e tiligre. Expliquei mais sobre eles nesse texto ( Qual é o maior felino do mundo?). Outros: savannah ( gato doméstico com um serval africano); leopon ( leopardo com uma leoa); e jaglion ( jaguar com um leão). Os savannah são, inclusive, muito utilizados como animais domésticos.

É bem conhecido na literatura científica que praticamente todos os híbridos felinos apresentam um sistema imunológico bem mais fraco quando comparado aos seus progenitores, além de serem mais suscetíveis a terem problemas futuros em seus órgãos. Alguns criadores negam esta informação, garantindo que a saúde não sofre prejuízo no processo.

                     
Um serval ( esquerda) e um gato comum ( direita), resultando no gato sannatah
  

                                                                      Cama

É uma mistura entre lhama e camelo. Como o camelo pesa cerca de 6 vezes mais do que a lhama, esta hibridização só é possível, com segurança, através de inseminação artificial. Caso contrário, o camelo poderia ferir gravemente a lhama. O objetivo em criar tal híbrido era para obter uma lhama maior, que produzisse mais lã e que tivesse um temperamento mais cooperativo. Bem...O híbrido foi obtido com sucesso, mas a Cama é bem menor e produz menos lã do que seus pais. Pelo menos, é cooperativo e não sai cuspindo na cara de todo mundo...( Risos).

                                   
Camelo ( esquerda) e lhama ( direita) formando um Cama

                                                                     Caninos híbridos

Todos os caninos híbridos conhecidos tendem a ser férteis, independente do gênero. Entre eles, podemos listar: o huskal ( chacal dourado com lobo); coydog ( coiote com cão); coywolf ( coiote com lobo); e wolfdog ( lobo com cão). As misturas entre caninos são muito comuns na natureza e muitos deles até se saem melhor no ambiente selvagem do que os cães e lobos. E é preciso também lembrar que os diversos tipos de cães ( e gatos) são apenas raças diferentes e não híbridos, já que só existe uma espécie: o cão. É igual nós e nossas raças ( negros, europeus e asiáticos, por exemplo), onde só existe uma espécie: a humana.

                  
Um cão e um lobo dando origem ao wolfdog

                                                                        Wholphin

É a raríssima mistura entre um golfinho nariz de garrafa com uma falsa baleia assassina ( ou falsa orca, melhor). Hoje, o único ainda visualizado e conhecido é um de nome Kawili Kai, o qual se encontra no Sea Life Park, no Havaí. Ele é tão dócil quanto o golfinho, quando treinado.

             
Uma falsa orca ( esquerda) e um golfinho ( direita) se unem para formar um wholphin

                     


                                                               Abelhas Assassinas

Com o nome original de Abelhas Africanizadas, elas surgiram do cruzamento artificial de abelhas africanas com abelhas de mel europeias. O objetivo era produzir abelhas mais mansas que as europeias e que produzissem mais mel. Infelizmente, o resultado foi o oposto, surgindo, assim, abelhas bastante agressivas quando a missão é proteger a colmeia de invasores ou terceiros próximos. Elas são conhecidas por perseguir as ´´vítimas´´ por mais de 500 metros antes de desistir, atacando sempre em grande grupos. No ano de 1950, várias dessas abelhas foram trazidas ao Brasil, para uso privado na pesquisa de produção de mel. Mas, acidentalmente, 26 enxames escaparam do ambiente de quarentena, e, desde então, elas se espalharam por toda a América Latina e parte da América do Norte, sendo responsáveis por grande parte das picadas de abelha em humanos.

                  
Abelha africana ( esquerda) e abelha europeia do mel ( direita), originando a abelha africanizada
.
                                                           Humanos e Chimpanzés?

          Todos as espécies de animais que partilham uma proximidade genética muito alta, são potenciais candidatos a formarem híbridos. Será que humanos e chimpanzés, os quais compartilham 95% da sequência de DNA e 99% dos códigos dessa sequência, produziriam híbridos saudáveis? Essa pergunta já foi muito debatida e, no início do século 20, um cientista chamado Ilya Ivanovich Ivanov foi o primeiro a tentar fertilizar fêmeas de primatas com esperma humano, principalmente em chimpanzés, na tentativa de obter um híbrido. Todas suas tentativas falharam e ele ainda foi exilado e perseguido por condutas antiéticas. Se é possível, ou não, mesmo com as técnicas modernas de inseminação, ninguém sabe ou, talvez não quer saber. Alguns pesquisadores acreditam que quando a espécie humana, em seus primórdios, se separou da linhagem que conduzia também os chimpanzés, pode ter ocorrido encontros sexuais entre os dois grupos, já que ambos eram, relativamente, bem semelhantes entre si. Mas, até hoje, nenhum fóssil foi encontrado para aferir tal suspeita.