YouTube

Artigos Recentes

Remédios para a gripe funcionam?

           

          A gripe é uma doença muito comum causado por vários tipos de vírus conhecidos como influenza. Os vírus da influenza podem ser divididos em três principais grupos: tipos A, B e C. Esses grupos podem ser subdivididos, dependendo das proteínas presentes na superfície desses parasitas. Apesar da gripe geralmente não ser uma doença fatal, o gigantesco número de infectados anualmente no mundo faz com que entre 3 e 5 milhões de casos estimados evoluam para doenças severas, resultando em cerca de 250 mil a 500 mil mortes, especialmente entre crianças abaixo dos 5 anos de idade e idosos acima dos 65 anos. Mas ao contrário do que as propagandas e receitas caseiras tentam passar, não existe uma cura para a gripe e resfriados. Os remédios que você toma, no máximo, aliviam os sintomas. Aquelas letrinhas diminutas e incrivelmente breves nos comerciais, trazem este ´pequeno´ pormenor.

          Como qualquer outra doença, para uma recuperação mais rápida, o mais recomendado é bastante descanso, boa alimentação e hidratação. O descanso permite que seu corpo foque mais no combate ao vírus e a hidratação, além de manter suas vias aéreas menos congestionadas fornece água ao seu corpo (oras, seu corpo é formado, basicamente, por água, e ela é essencial para mantê-lo saudável, já que participa de todas as vias metabólicas). Evitar bebidas alcoólicas também é uma boa pedida, já que este induz à desidratação (O que é a ressaca?). Evitar o café ou bebidas cafeinadas para esse mesmo fim não é necessário, mesmo sendo uma recomendação bem disseminada. Diversos estudos já mostraram que a quantidade de cafeína presente nessas bebidas não causam efeitos diuréticos perceptíveis (Café e Chá nos desidratam?). Apenas mais um mito desatualizado.

Repouso e uma alimentação bem nutritiva são os métodos mais eficazes para o combate de gripes e resfriados

  TRATANDO OS SINTOMAS

          Bem, mas como todos sabem, a gripe e os resfriados afloram sintomas nada agradáveis. Você, se não pode curar, pode aliviar, e com medidas simples e longe das farmácias. Gargarejar uma mistura de sal e água morna alivia, temporariamente, os incômodos causados por uma garganta inflamada. Mas isso não é indicado para crianças menores de 6 anos, por estas não saberem gargarejar direito, sendo arriscado elas engolirem excessos de sódio do sal sem necessidade. Nariz e pulmão entupidos são um pesadelo durante a hora de dormir. Beber refeições líquidas quentes também ajudam a congestionar as vias aéreas, e é um conselho popular verdadeiro, usado em várias culturas do mundo. Outra medida para descongestão é alimentar o ambiente com bastante umidade, usando um umidificador, vaporizador ou simplesmente uma fonte de água (em bacia larga, por exemplo, para facilitar a evaporação devido ao aumento da superfície de contato da água com a atmosfera). Só não lancem vapor, de água fervente, no rosto, porque além de poder causar queimaduras, não ajuda muito em diminuir a viscosidade de muco em excesso. Limonada morna com mel também ajuda na descongestão, tanto nasal quanto pulmonar.

         Se você quiser gastar um pouco mais, existem medicamentos que irão ajudar a aliviar ainda mais os sintomas. Continuando na área entupida pelo muco, os descongesteonantes nasais são uma boa opção. Outra clássico sintoma da gripe e resfriados é a dor muscular seguida de febre alta. Os remédios contendo analgésicos e antitérmicos podem ser tomados, mas com ressalvas. Para crianças com menos de 6 meses, apenas administre acetaminofeno (Tylenol, Paracetamol, etc.). Para as crianças com mais de 6 meses, escolha entre acetaminofeno e ibuprofeno (Advil, Montrin IB, etc.). E sempre siga as orientações médicas quanto à dose, a qual depende do peso e idade. Adultos podem tomar ambos citados ou aspirina. Não é recomendado dar aspirinas às crianças e adolescentes porque alguns graves efeitos colaterais já foram reportados ao longo dos anos nessa faixa etária, incluindo a gravíssima síndrome de Reye. Além disso, só administre aspirina se tiver certeza da doença, já que doenças como a dengue, com sintomas iniciais parecidos com os de uma gripe, levam à hemorragias mais graves se o enfermo consumir o medicamento. Um outro erro é forçar o abaixamento de qualquer nível de febre, medida que pode ser até prejudicial ao corpo. É preciso saber quando a febre está tolerável ou não (É benéfico sempre procurar baixar a febre?). Xarope para tosse, se esta estiver muito forte ou inconveniente, pode ser usado sem problemas. Especialistas apenas não indicam seu uso para crianças pequenas, porque, normalmente, os xaropes são comprados sem prescrição médica e usados como se fossem doces pelas pessoas. Em adultos, uma dosagem que não siga horários e fuja UM POUCO das quantidades ideais não surtem efeitos negativos. Mas em crianças pequenas, o mau uso pode ser bastante prejudicial. Evitem administrar a elas, também, xaropes muito doces, pois eles podem acabar tentando os pequenos a consumirem mais dele sem necessidade.


    TRATAMENTOS SEM VALIA

        Agora, é bom falar sobre medicamentos que não surtem efeito algum, e ainda persistem no senso popular. O primeiro, e mais conhecido, é a famosa suplementação com Vitamina C. Não existe qualquer comprovação científica de que a Vitaminca C ajuda a curar ou prevenir gripe/resfriados. E não é preciso dizer que isso configura propaganda enganosa para vários produtos. Além dela, a suplementação com zinco também é bastante controversa, com diversos estudos não provando nenhuma eficácia. Alguns, porém, dizem que o uso do zinco, antes do surgimento dos sintomas mais pesados da gripe, pode encurtar o tempo de recuperação quando a doença chega de verdade. Mas, não é um consenso. É sempre interessante lembrar que temos que consumir todos os nutrientes de que o nosso corpo precisa para que ele atinja um estado de equilíbrio saudável. Com isso, podemos dizer que todos os nutrientes, entre proteínas, minerais, vitaminas, e outros, são essenciais para prevenir ou combater a gripe e resfriados, pois seu corpo estará forte e pronto para o combate se estiver bem alimentado. O consumo excessivo de nutrientes específicos pode até fazer mal. Portanto, cuidado com os suplementos. Outro tratamento muito usado é o consumo de Equinácia, uma planta medicinal que supostamente estimula o sistema imunológico. Mais uma vez, não existe nenhum respaldo científico conclusivo, o mesmo sendo válido para outros produtos baseados em ervas.

            Já os antivirais, como o popular Tamiflu, possuem sua eficácia debatida em diversos artigos científicos e trabalhos sistemáticos de revisão. Até a atual data, não existe conclusão sobre a real eficácia desses medicamentos, onde vários pesquisadores questionam até mesmo os processos bioquímicos de bloqueios virais propostos pelos fabricantes dessas drogas. Em 2012, por exemplo, o Tamiflu enfrentou, e ainda enfrenta, uma gigantesca polêmica por causa de um grande estudo de revisão (Ref.9) publicado no mesmo ano que afirmava que esse antiviral não era mais eficaz para tratar a gripe do que um remédio de alívio de sintomas, como o Paracetamol. O tempo de recuperação dos pacientes usando Tamiflu parecia ser quase similar de quem não estava enfrentando tratamento nenhum, e, além disso, seus efeitos colaterais poderiam desbalancear negativamente os riscos/benefícios. Outros trabalhos de meta-análise e revisão também encontraram resultados similares e é bem provável que os governos de várias partes do mundo gastaram bilhões e bilhões de dólares comprando esse medicamento para futuras epidemias de gripe para nada. Ou seja, só um jogo da indústria farmacêutica para lucrar fortunas, o qual enganou até mesmo agências internacionais de saúde, como o CDC e OMS. Se você for usar algum antiviral, consulte seu médico antes, porque uma baixa, ou nenhuma, eficácia de tratamento, seguida de preocupantes efeitos colaterais, passa longe de ser um bom negócio.

            E, por último, é necessário repetir, pela milésima vez, que antibióticos são substâncias utilizadas para o combate específico de infecções bacterianas! Por favor, não consumam antibióticos para qualquer coisa de errado no corpo! Esses perigosos medicamentos devem ser usados apenas sob EXPRESSAS ordens médicas. Tomar antibióticos sem necessidade é um dos principais fatores que levaram à atual crise da resistência bacteriana no mundo (Resistência Bactéria e as Super Bactérias).  A gripe e os resfriados são causados por um VÍRUS, portanto antibióticos não surtirão efeito algum.

             Em uma análise geral, muitos falsos tratamentos podem até surtir efeito por causa do famoso efeito placebo, onde o paciente acha que vai ser ajudado por determinada técnica e isso deixa ele mais feliz e confiante, o que é sempre uma boa ajuda ao corpo (estresse, tristeza e preocupação pioram muito o estado do enfermo). Mas aí é melhor um terceiro administrar um copo de água e falar que é um remédio fantástico, do que induzir você a engolir um monte de substâncias suspeitas e/ou prejudiciais.

Tomar antibióticos de forma desnecessária é um dos piores erros

   CONCLUSÃO

         Gripes e resfriados devem ser tratados até a cura natural pelo corpo, com descanso, hidratação e boa alimentação. Remédios ou receitas ´mágicas´ que prometem curas para essas duas doenças estão apenas tentando te enganar. O vírus responsável por ambas é muito mutável, sendo difícil produzir uma solução rápida e definitiva para eles. No entanto, existem vacinas que são produzidas todos os anos, as quais cobrem certas cepas mutantes do vírus da gripe. Elas são efetivas em prevenir uma determinada cepa, mas diversas outras irão te infeccionar, independente da vacina. De qualquer forma, é uma defesa a mais, já que  os laboratórios focam nas cepas mais disseminadas entre a população, sendo indicada para idosos, pessoas mais debilitadas, crianças muito novas (entre 6 meses e menos do que 5 anos de idade), gestantes, portadores de doenças crônicas, entre outros grupos de risco, as quais podem sofrer bastante com a enfermidade, sendo fatais em alguns casos. E vamos, por favor, parar com o medo irracional das vacinas, principalmente para os lunáticos que acham que elas são um plano do governo para dominar a população.

A vacinação é uma opção de proteção válida, principalmente para os idosos

REFERÊNCIAS CIENTÍFICAS
  1. http://www.flu.gov/symptoms-treatment/
  2. http://www.cdc.gov/flu/
  3. http://www.bbc.com/news/health-26954482
  4. https://nccih.nih.gov/heatlh/flu/indepth
  5. http://www.scientificamerican.com/article/flu-drug-stockpiling-reported-to-be-a-waste-of-money/ 
  6. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4375804/
  7. http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/irv.12085/full
  8. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22371849
  9. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24718923
  10. http://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0060348