YouTube

Artigos Recentes

Terra preta é modelo de fertilidade

 

           A nossa famosa ´terra preta´, já usada pelos nativos da Amazônia há centenas de anos, está se tornando a nova esperança na agricultura mundial, principalmente em regiões como a África onde a falta de alimento é um sério problema e os solos não são os melhores para a plantação. E tudo graças a um dos seus ingredientes de composição.

         A terra preta é um tipo de solo muito fértil onde é encontrado misturado uma variedade de carvão vegetal, o qual é o principal fator de otimização na capacidade de crescimento das plantas. A maior fertilidade nestes solos ainda não é totalmente explicada, mas já foram comprovados dois mecanismos principais ligados ao carvão. O primeiro é devido a maior distribuição e, ao mesmo tempo, retenção de água, fundamental para a saúde das plantas. Por exemplo, em solos mais arenosos, onde a água passa direto e fica pouco retida, o tal carvão vegetal especial  diminui em 92% a perda de água. Já em solos argilosos, onde a água enfrenta o problema oposto, ou seja, encontra muita dificuldade em passar da superfície, houve mais de 300% de aumento na absorção. A porosidade específica do carvão parece ser a chave para explicar tais  resultados. Além disso, a disponibilidade de potássio para as plantas aumenta muito quando o tal aditivo está presente.

        Muitas regiões já estão utilizando este carvão vegetal, com resultados muito positivos, mas alguns pesquisadores ainda não estão tão otimistas, já que em alguns tipos de solo, a adição do carvão acabou diminuindo a fertilidade do mesmo. Para eles, a longo prazo, muitos outros compostos que compõem  a terra preta (1) sejam fundamentais para o sucesso das plantações.

(1) Terra preta é um tipo de solo escuro e fértil encontrado na região Amazônica ( mas não com exclusividade) e é também  conhecido como ´terra preta de índio´. Várias teorias tentam explicar a origem das terras pretas na Amazônia, com duas principais: ou seriam o resultado de cinzas vulcânicas dos Andes ou seriam o resultado da sedimentação em lagos durante os períodos geológicos terciários. Pesquisas mais recentes apontam para uma origem  resultante da ação humana. Nesse caso, elas teriam sido produzidas com a combinação de carvão vegetal, cerâmica e matéria orgânica de origem vegetal e animal.

REFERÊNCIAS CIENTÍFICAS
  1. http://link.springer.com/article/10.1007/s11104-011-0771-5
  2. http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/ef4000769?src=recsys&journalCode=enfuem
  3. http://www.biochar.info/biochar.terra-preta.cfml 
  4. http://www.nature.com/news/agriculture-state-of-the-art-soil-1.16699