YouTube

Artigos Recentes

E se todos os parasitas desaparecessem?

                                                                                         

           Os parasitas são seres que sugam os nutrientes do seu hospedeiro e não devolve nada de bom em troca. Na verdade, na maior parte das vezes, eles devolvem algum presente bem maligno. Então, se conseguíssemos nos livrar de todos os vermes, vírus e bactérias prejudiciais, nós, e os outros animais hospedeiros,  estaríamos mais felizes? A resposta é, infelizmente, não.

           Em primeiro lugar, o mais óbvio seria o desequilíbrio em diversas cadeias alimentares, porque muitos parasitas fazem parte fundamental delas. Outra coisa importante é o papel de supressão de populações que os parasitas fazem, ou seja, veríamos inúmeras explosões demográficas de outros animais, causando estragos enormes. O pior cenário desta última análise seria nos oceanos, seres base da vida marinha chamados fitoplâncton e zooplâncton. Mesmo sendo seres microscópicos, eles estão em constante luta com certos tipos de vírus, estes os quais limitam a quantidade deles. Sem os vírus, haveria uma proliferação sem controle destes organismos, formando uma camada densa por cima de todos os oceanos, matando todos os outros seres que dependem de luz solar para produzirem seu alimento, como as algas marinhas. Mesmo o fitoplâncton fazendo fotossíntese, a massa acabaria também consumindo enormes quantidades de oxigênio, sufocando animais que vivem na superfície. Lagos sofreriam do problema milhares de vezes mais, por ter sua água estática.

            Agora vem o mais interessante. Seria ótimo não termos mais problemas com vírus, bactérias e vermes, mas um mundo humano atual sem eles seria trágico para a nossa saúde, e de maneira direta. Durante nossa evolução, desde os primórdios, nosso corpo é adaptado para resistir o máximo aos parasitas, criando diversas formas de defesa contra eles. Ou seja, nosso atual organismo possui diversas armas de ataque contra os parasitas e desde o nascimento, estamos preparados para usá-las. Sem os tais parasitas, nossas armas ficam sem alvos e podem nos atacar! E é esta uma das explicações do aumento de casos de doenças autoimunes e alergias( em ambos, o corpo está atacando a si mesmo por motivos insignificantes) nos dias de hoje. Como estamos usando muitos produtos anti-sépticos e deixando nossos filhos longe de perigos e da ´´sujeira´´, o organismo fica sem parasitas para sensibilizá-lo e colocar as armas imunológicas( glóbulos brancos) em uso apropriado, alterando suas funções pré-determinadas. Se retirássemos todos os parasitas do nosso redor, o corpo humano poderia entrar em colapso, e a mesma lógica vai para grande parte dos outros seres.

           Por fim, a grande exuberância de diversidade no nosso planeta deve grande parte da sua beleza aos parasitas. Para gerar as defesas corporais citadas anteriormente, o material genéticos das espécies deve mudar bastante, gerando ainda mais espécies. E o sexo, o qual permite uma grande variedade genética, pode ter surgido neste processo. Portanto, não tenha tanto ódio daquela gripe que não te deixa dormir à noite. Ela só quer o seu bem... Quer dizer, no fundo, no fundo, ela só quer o seu bem!